terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

TRANQÜILIDADE

Na corrida
da vida,
deparei-me
contigo.
Calmo,
sereno,
tranqüilo.
Pronto
a abraçar-me,
a ter-me
a teu lado.

Edilmar Amaral

Publicado no Recanto das Letras em 05/02/2008

Código do texto: T846582

Um comentário:

MERIAM disse...

Ainda o mar... Tranquilo mar de poetas e cantores. Abraço, Meriam