domingo, 10 de fevereiro de 2008

AMOR BANDIDO

És
a quem ninguém conhece.
És
quem vive na penumbra.
És
de quem não existe informação,
não sabe-se o que fazes.
Mas,
a meu lado estás.
Faz-me
brotar delírios,
prazeres.
Dúvidas,
certezas.
És
o amor oculto,
bandido,
tatuado na pele,
na alma.

Edilmar Amaral

Publicado no Recanto das Letras em 10/02/2008

Código do texto: T853394

Um comentário:

Mirabelle disse...

Muito interessante o seu blog...tbm posta coisas do recanto nele...Beijos, e continue escrevendo!

;)